Sejam bem vindos ao RPG via Fórum, onde pretendemos reunir jogadores, curiosos e interessados nesse grandioso mundo que é o RPG

Conectar-se

Esqueci minha senha



Parceiros
Fórum grátis

Últimos assuntos
» Chat - BatePapo - Descontração
28/10/16, 08:53 am por Fake

» [RPG] Terra devastada(Survival Z)
09/08/16, 05:42 pm por Felype Dias

» [RPG] UNIVERSOS
31/05/16, 03:45 pm por Grifen

» [UNIVERSOS] Ficha e Instruções
31/05/16, 03:37 pm por Grifen

» [RPG] Caminho Das Chaves
17/03/16, 02:29 pm por LíderDosLíderes

» [Database] Caminho das Chaves
16/02/16, 05:32 pm por LíderDosLíderes

» [RPG] Turno da Noite (Solo)
05/11/15, 06:42 pm por OJPSampaio

» [RPG] Mundo Aberto – Vampires à Paris
28/06/15, 08:29 pm por RPGista

» Peste Negra em Sevilla: Fichas e Informações do Cenário
26/06/15, 04:50 pm por RPGista


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[RPG] Contos de Sangue

Ir à página : Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 2]

31 Re: [RPG] Contos de Sangue em 03/04/14, 02:49 pm

Beatriz Moura

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Céline Maud Bastian


Por essa eles não esperavam, tenho certeza. Aposto que estavam esperando que eu dissesse Toreador, ou Ravno, vai saber... Mas duvido que esperassem por uma Setita. E o silencio que se seguiu a minha pequena revelação, apenas confirmava minha teoria.

Isso me causará alguns problemas com a Camarilla, não tenho duvidas. Mas mentir, nesse caso, não parecia uma saída muito inteligente. Mais cedo ou mais tarde eu acabaria me denunciando. Mas tenho que admitir, uma parte de mim adorava o temor que nós, filhos de Set, causamos aos outros membros, sempre que revelamos nossas origens.

Algum tempo depois estávamos nos esgueirando pelas árvores, tentando passar despercebidos pelos dois estranhos. Estranhos que pareciam claramente mortos-vivos agora. Nenhuma imitação humana de um pássaro parece tão deturpada e poderosa como aquela. Um gangrel, sem duvidas. – Parece que estão procurando por nós... Mas são amigos ou inimigos? – Sussurro para Mark e o Doutor.

Um corvo grasna sobre nós, atraindo a atenção dos homens perto do riacho. - Maldito pássaro! Então, amigos ou inimigos?! – Minha voz toma um tom de urgência. Tínhamos que ser rápidos. Atacar? Correr? Nos revelar pacificamente? Apenas aguardaria a reação de meus companheiros de fuga para me decidir.

Ver perfil do usuário

32 Re: [RPG] Contos de Sangue em 04/04/14, 01:05 am

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Ariel Therman

Hmmm... Setita. No exato momento que ela revelou isso, varias provocações quiseram escapar pela minha língua, mas sentia minha querida esposa forçando meu queixo, não deixando eu abrir a boca. - Kukuku... - Uma risada macabra é o único que escapa da minha boca.

...

Avançamos um pouco, quando somos descobertos por um sonhador. Ah, sonhadores, aqueles que caminham pelo céu. Sempre tendo certeza de esmagar o sonho dos outros, para preservar sua elite... Enfim, possivelmente estávamos em problemas. Estava pronto para saltar contra o inimigo quando a mulher faz uma pergunta idiota. - É claro, minha querida, que eles são nossos amigos! - Digo, num tom sarcástico. Havia elaborado uma resposta muito maior na minha cabeça, mas não podia perder mais tempo. - Ataquemos as larvas, rápido! Amores, fiquem aqui!

Com minha disciplina ainda ativa, me levanto, correndo em zigue-zague para confundir-los sobre a origem dos meus passos. Finalmente, avanço contra um deles e considerando que eram vampiros e não ghouls, tento fincar meus dedos em seus olhos. O mais profundo possível. Isso, é claro, se pelo menos um dos meus companheiros houvessem reagido ao meu comando!

Ver perfil do usuário

33 Re: [RPG] Contos de Sangue em 05/04/14, 12:41 am

Corvo

avatar
   
   
OFF: Bea, você ainda pode reagir em resposta ao post do Arg, ou continuar onde está para ver o que vai acontecer. Vai fazer o quê?

Ver perfil do usuário

34 Re: [RPG] Contos de Sangue em 05/04/14, 12:39 pm

Beatriz Moura

avatar
Postador Formado
Postador Formado
OFF: Eu não vou mexer um músculo. Vou esperar pra ver o que acontece com o malka. =D

Ver perfil do usuário

35 Re: [RPG] Contos de Sangue em 06/04/14, 01:33 am

Corvo

avatar
   
   

Ariel Therman

Ariel salta do esconderijo. Por um instante percebe como estava pulando pelado para cima de dois caras prontos pra luta, e a espinha gela. Quase no mesmo instante os dois companheiros pulam para o ataque junto dele, e sua confiança volta.

Estava a meio caminho do Gangrel quando Tessa dá um aviso - Não deixe ele pegar a arma! - Os olhos do malkaviano se arregalam. O cara que tava sentado, chamado Tracius, agora se esticava na direção de uma escopeta pendurada num galho. O Doutor muda de direção na mesma hora, deixando seus companheiros lidarem com o Gangrel.

No momento que Tracius levanta a arma, o louco pelado se atira sobre ele e os dois vão ao chão. A escopeta voa e some de vista no mato escuro. O malkaviano se aproveita de estar por cima e busca freneticamente com os dedos pelos olhos do inimigo, cada nervo reagindo à urgência do momento. Tinha que ser rápido! Tinha que...

Com uma agilidade incrível, Tracius consegue agarrar as mãos do Doutor. Seus olhos se encontram, e o malkaviano hesita - PARE! - Algo atinge Ariel com uma força que ele nunca havia sentido. Não era como uma pancada, era algo mais poderoso que isso. Algo sobrenatural e tenebroso que se apoderava do seu corpo e imobilizava cada músculo. Tudo que o malkaviano podia fazer ela olhar para o homem embaixo dele enquanto o Gangrel se aproximava lentamente por trás, com uma faca de caça na mão - Desgraçado, filho de uma vadia... -


Céline Maud Bastian

Celine olhava tudo boquiaberta. Por uma incrível sorte o Doutor mudou de direção bem na hora que o Gangrel arremessou uma faca, desviando por pouco. A Serpente pôde ouvir a lâmina cair perto da moita onde se escondia com Mark. Ao mesmo tempo, o corvo no braço do Gangrel se assustou com o movimento e começou a se debater no rosto do vampiro, o que o distraiu por tempo suficiente para o Doutor derrubar o outro homem.

Incrédula, Celine lança um olhar para Mark e tem uma nova surpresa: O nosferatu não estava mais ao seu lado! Um balançar de folhas às suas costas indicava que o covarde acabara de fugir!

Um grito faz sua atenção voltar para a luta. Dez metros de você, sob uma árvore escura, o Doutor sentava imóvel sobre Tracius, que continuava no chão. De costas para você, o Gangrel se aproximava da cena com outra faca na mão, pronto para golpear o Doutor pelas costas.



OFF

Muita coisa acontecendo em pouco tempo, eu sei que pode ter ficado confuso. Se tiverem qualquer dúvida, é só me perguntar.


Ver perfil do usuário

36 Re: [RPG] Contos de Sangue em 19/04/14, 02:16 pm

Beatriz Moura

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Céline Maud Bastian


Ah, que maravilha! Estou fugindo com um maluco e um covarde!
Isso não é exatamente algo que eu devesse estranhar, afinal estamos falando de um malkaviano e um nosferatus. Mas será que esses caras não podem fugir um pouco dos estereótipos?

Corro para tentar encontrar a faca que o Gangrel havia atirado no Doutor, quando percebo que Mark tinha fugido. Caso não conseguisse encontrá-la rapidamente, pegaria o primeiro pedaço de madeira, ou pedregulho, que pudesse ser usado como arma. Mas, independente de achar algo ou não, eu não perco muito tempo com isso.

Já havia terminada minha busca, quando escuto um grito vindo do riacho. Dizem que a sorte costuma favorecer os ousados. Mas parece que o mesmo não acontece com os loucos. Sinto muito, Doutor. Você até parece um lunático divertido para passar o tempo, mas não vou arriscar meu lindo pescoço setita por você. Para ser franca, nós nem nos conhecemos de verdade. Apenas estávamos fugindo de um Demônio em comum.

Me viro na direção em que Mark havia fugido e começo a andar rápido, sem chegar verdadeiramente a correr. Fico atenta caso mais alguém apareça, ou esteja escondido na floresta. E evito o combate caso aviste um inimigo. Sempre que isso puder ser evitado, é claro.

Ver perfil do usuário

37 Ariel Therman em 20/04/14, 02:31 am

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
OFF: Eu te odeio, Bia... :v Espero que eles tenham te escutado!

Ariel Therman

A vida era algo verdadeiramente interessante. As crianças nascem, tendo a verdade escondida pelos adultos, e vivem. Quando crescem, descobrem a verdade. Mas a verdade deles é uma mentira. Alias, quem dizia que nossa verdade era realmente uma verdade?

Meus músculos estavam parados. Eu não conseguia mover nenhum musculo do meu corpo. Esse era o poder de uma forte Presença? Ou outra coisa...?

Papai, faça algo! Rápido! Cuidado! PAPAI! - O grito da minha filha me desconcentrava. Eu nem se quer podia falar. Meus músculos estavam totalmente imobilizados. Que pena...

Não para mim. Não. Os nossos olhos haviam se encontrado, e sem saber, ele me havia dado a chance de sair daquela maldita influencia. Maldito, maldito, maldito! Eu odeio usar isso... Afinal, a loucura é uma recompensa somente para poucos, e que eu não gostava de dividir! Utilizava minha disciplina demência com poder total( nivel 2). Se eu conseguisse me mover depois disso, pela razão que seja, afundaria meus dedos contra seus olhos, ou tentaria, e logo me levantaria olhando para o rival restante. ( Se eu tiver conseguido escapar, e se ele estiver muito perto, jogo terra nos seus olhos e logo em seguida pegar a faca da mão dele, ou pelo menos desarmar-lo).

Ver perfil do usuário

38 Re: [RPG] Contos de Sangue em 04/08/14, 01:45 am

Corvo

avatar
   
   

Ariel Therman

Um formigamento se espalha pela sua mente enquanto a loucura flui em ondas de trevas contra o seu adversário. Ele tem um espasmo. Então outro. Você podia ver a surpresa nos olhos dele...

Até que os espasmos diminuem e morrem. Você ainda não podia se mover. Havia falhado. Travis fixava o olhar com ainda mais intensidade agora. Nos olhos dele o reflexo do outro imortal, levantando o facão por trás de você...

Um farfalhar no arbusto ao lado faz com que ele hesite e olhe naquela direção. No instante seguinte uma explosão e um impacto. Estava tudo acabado para o Gangrel. Com o canto do olho você pode ver o corpo caído ao seu lado, a cabeça destruída pelo tiro.

Travis parecia surpreso novamente, você nota. Tão surpreso, de fato, que você consegue, com muito esforço, levantar a cabeça o suficiente para ver que o Nosferatu se aproximava apontando um rifle na sua direção. Ele fita primeiro você, então Travis. Você tem uma sensação terrível quando o cano da arma aponta para você.

Então Travis parece se recuperar do choque - O-o quê?! Você! M-mas... Não! NÃ~ - Outra explosão, e a cabeça do vampiro estava em pedaços. Pobre Travis, preso sob o peso do Malkaviano, nunca teve chance de escapar. Ele mesmo se condenou à morte.

O Rato te fita longamente, então fala - Saia de cima das minhas roupas, Malk. - Ele puxa o LaSombra de baixo de você e começa a despir o defunto. Parecia que você ficaria com os trapos do Gangrel hoje.


Ver perfil do usuário

39 Re: [RPG] Contos de Sangue em 05/08/14, 12:19 am

Corvo

avatar
   
   

Céline Maud Bastian

Céline se afasta do local esgueirando-se tão rápido quanto era possível sem fazer barulho. Poucos metros adiante, uma explosão faz a floresta tremer e a garota tropeça com o susto. Um tiro.

Ela se levanta e começa a correr. Em poucos segundos outro estrondo faz sua espinha gelar. A garota olha para trás, preocupada, e de repente sente seu corpo entrar em queda livre.

Preocupada como estava, não percebeu o som da corredeira ficando mais forte. Tinha corrido direto para as rochas que bordeiam o rio, e passado delas. Caiu um metro e meio, acertando o braço e o rosto numa rocha que não estava totalmente submersa. Quase não tem tempo de registrar o som desagradável de algo se quebrando antes de afundar nas águas negras e violentas. É arrastada por vários metros, rochas deixando rasgos no seu corpo, até que consegue se agarrar em alguma coisa.

Depois de alguns segundos com a cabeça fora da água, percebe que se agarrara em um tronco de árvore atravessado no rio. As águas ainda a puxava com uma força tremenda, e a garota usava toda a força que tinha apenas para não ser arrastada novamente. O fato de estar com o braço direito imóvel, torcido numa posição estranha, não ajudava. Não conseguiria sair dali sozinha.



Ver perfil do usuário

40 Re: [RPG] Contos de Sangue em 06/08/14, 03:12 pm

Beatriz Moura

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Céline Maud Bastian


Devo ter começado a correr em algum momento entre o primeiro e o segundo tiro, mas não sei exatamente quando ou para onde. Pensei estar correndo para longe do rio, mas devo ter me desviado do caminho em algum ponto. Uma pena eu só ter notado isso depois de cair e ser arrastada pela correnteza...

Toda a força que me restava estava empenhada em me agarrar àquele tronco. Finco meus dedos o mais profundo possível na madeira, torcendo para que ela aguentasse sem se partir.

Eu estava com medo, tenho que admitir. Não de me afogar, afinal não estou mais presa a necessidade mortal de respirar, mas de ser arrasta pelo rio até o nascer do Sol. O que não está muito longe pelas minhas contas.

Meu braço direito estava inutilizado, não havia modo de sair sozinha da água. Gritar por ajuda não parecia uma boa ideia com tantos membros dos Sabá por essas bandas, mas eu não tinha outra escolha. Começo a gritar. Chamando por Mark e pelo Doutor – mesmo imaginando que o louco já deve ter encontrado o seu fim, - parando de tempos em tempos pra verificar se havia uma resposta. Caso outro Membro que não fosse um de meus companheiros de fuga aparecesse, eu simplesmente soltaria do tronco e deixaria o rio me arrastar. Isso seria melhor do que cair nas mãos do Demônio novamente.

Ver perfil do usuário

41 Re: [RPG] Contos de Sangue em 06/08/14, 06:48 pm

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
OFF

Eu escutei a Celine?

Ver perfil do usuário

42 Re: [RPG] Contos de Sangue em 06/08/14, 11:02 pm

Corvo

avatar
   
   
LíderDosLíderes escreveu:OFF

Eu escutei a Celine?

Ok. Digamos que você e o Mark já estavam vestidos quando a ouviram.

Ver perfil do usuário

43 Re: [RPG] Contos de Sangue em 07/08/14, 01:00 am

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Eu

- Oras, lhe agradeço meu bondoso Murinae. - Digo, enquanto me levantava e logo em seguida me vestia. Ao parecer, o homem havia volto a me salvar. - Ele é bom. Mas cuidado, querido.

É claro. Minha amada estava certa. Eu tinha que ter cuidado. Sempre ter cuidado! Hehehe. He. Eu me visto com as roupas do defunto, e amarro meu cabelo fazendo um rabo de cavalo, minha esposa não gostava quando ele ficava sujo.


Estava por sugerir que seguíssemos nossa busca, quando um grito de uma voz familiar alcançava meus ouvidos. Olho imediatamente para Mark, e corria - Com cuidado, não muito velozmente - em direção ao barulho.

Se simplesmente nada acontecesse e chegasse no lugar com sucesso,

- Meu querido, é aquela vadiazinha. Ela correu quando você esteve em perigo. Você deveria punir-la. Fazer-la sofrer. - E novamente, minha vingativa esposa estava absolutamente correta. Sem embargo, como todo bom esposo as vezes é necessário fazer totalmente o contrário que sua esposa o pede.

E por essa simples razão, tento achar alguma coisa larga o suficiente para salvar a garota: Se possível inclusive, usaria minhas roupas mesmas, enrolando-as entre trapos e caso Mark aceda, usando as dele também. Se não parecer possível, me arrisco a subir no tronco com muito cuidado, fincando levemente meus dedos na madeira e tentaria resgatar-la.

Ver perfil do usuário

44 Re: [RPG] Contos de Sangue em 12/08/14, 04:23 am

Corvo

avatar
   
   
OFF: Post fica pra amanhã. A Bea passou a noite me enrolando aqui no Roll20, me atrapalhando de postar e dormir. Eu já dando tchau, louco pra dormir, o pessoal já acordando e me olhando feio, e a Bea não parava de falar! Humpf!

Ver perfil do usuário

45 Re: [RPG] Contos de Sangue em 12/08/14, 02:13 pm

Beatriz Moura

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Seu cretino mentiroso, você sabe muito bem que foi justamente o contrario! >_<

Ver perfil do usuário

46 Re: [RPG] Contos de Sangue em 19/08/14, 12:20 am

Corvo

avatar
   
   
Passos destroçam folhas e galhos enquanto correm na escuridão, seguindo os sons de gritos.

- Está vindo dessa direção. - Sussurra o Rato para o Louco. Eles apressam o passo.

Lutando contra as águas, a Serpente ouve o socorro chegando. Moitas se agitam na margem. Ela olha com alívio para as duas sombras que se aproximam... Até perceber que aqueles não eram os homens que ela esperava ver.

- Onde está o homem feio, papai? - Annie pergunta, fazendo o Louco olhar para trás alarmado. O Rato seguia de perto. - Ele não faz barulho... Eu não gosto dele! -

Passam por trás de uma grande árvore e por uma moita, e lá estava a fonte dos gritos: um tronco caído, atravessando metade do rio. A Serpente devia estar agarrada nele... Não devia? Estava escuro demais para que pudessem enxergar, e os gritos da mulher haviam parado...

A floresta mortalmente silenciosa. O movimento da copa das árvores lento, repetitivo, ameaçador. Era como se a mata se contorcesse ao seu redor, espreitando-os, cercando-os... Repentinamente Mark soa o alarme.

Os dois homens se aproximam e param. A Serpente não se atreve a fazer qualquer movimento... Mas é em vão. Um deles aponta na sua direção - Ali! Ali está ela! - Era a voz de Mark, o que a deixa muito confusa por alguns segundos.

O Doutor sobe no tronco, liso e instável. Lentamente se aproxima de onde a mulher se agarrava. O tronco range por um instante, então racha e se move vários centímetros num supetão. De algum modo ambos conseguem se segurar. O homem chega até a mulher e estende a mão...

Segundos depois, na margem, a mulher falava - Vocês foram se vestir antes de me socorrer?! -

Ver perfil do usuário

47 Re: [RPG] Contos de Sangue em 28/08/14, 12:27 pm

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Ariel Therman

Depois de haver considerado o que minha majestosa filha acabou de dizer, talvez eu não devesse gostar do rato. Ele era bem nojento, na verdade...

Minha sobrancelha levanta, claramente mostrando um signo de irritação. - E a cobrinha de jardim fugiu quando desistiu de me ajudar! - Digo, fechando os punhos. Agh. Agh agh agh agh. Isso foi tão irritante. Quem ela acha que é?! - Mais do que isso, que fique claro que há uma grande dívida entre nós. - Digo, esboçando um largo e malicioso sorriso. - Eu salvei a tua não-vida, estou errado? Kukuku...

- Afinal! Uma cobrinha de jardim só dá medo por que é um cobra, mas no fim das contas, quem conhece, sabe que não vai fazer nada. Por que é de jardim! - Não que eu estivesse dizendo aquelas palavras por alguma outra razão que a dela ter me traído e eu logo em seguida ter-la salvado. - A tua mamãe não estaria orgulhosa de você. - Cruzava os braços, esperando uma explicação.

Ver perfil do usuário

48 Re: [RPG] Contos de Sangue em 29/08/14, 03:28 pm

Beatriz Moura

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Céline Maud Bastian


Dessa eu tinha escapado, mas não inteira dessa vez.
O doutor balbuciava alguma coisa sem sentido. Eu ouvia, mas não estava realmente prestando atenção. Estava mais interessada no estado do meu braço quebrado. Alguns podem pensar que mortos-vivos não sentem dor, mas podem acreditar aquilo doía um bocado. Não tanto quanto doeria em um mortal, mas ainda assim doía um bocado!

Tentaria colocar meu braço no lugar sem ajuda. - Dever um favor para os dois já era mais que suficiente. - Não faria nada muito mirabolante, apenas tentaria colocá-lo na posição certa, para que o osso pudesse colar corretamente.

Passada a parte desagradável, volto minha atenção para o doutor:
- Eu não desisti de ajudá-lo, doutor. – Minto. - Estava tentando seguir o Mark, mas me perdi no caminho. O resto vocês já devem imaginar. – Meneio a cabeça em direção ao rio. – Mas não se preocupe, eu nunca esqueço uma dividaminha ou dos outros.O que houve com aqueles dois? Imagino que os tiros não foram para vocês.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 2]

Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum