Sejam bem vindos ao RPG via Fórum, onde pretendemos reunir jogadores, curiosos e interessados nesse grandioso mundo que é o RPG

Conectar-se

Esqueci minha senha



Parceiros
Fórum grátis

Últimos assuntos
» Chat - BatePapo - Descontração
28/10/16, 08:53 am por Fake

» [RPG] Terra devastada(Survival Z)
09/08/16, 05:42 pm por Felype Dias

» [RPG] UNIVERSOS
31/05/16, 03:45 pm por Grifen

» [UNIVERSOS] Ficha e Instruções
31/05/16, 03:37 pm por Grifen

» [RPG] Caminho Das Chaves
17/03/16, 02:29 pm por LíderDosLíderes

» [Database] Caminho das Chaves
16/02/16, 05:32 pm por LíderDosLíderes

» [RPG] Turno da Noite (Solo)
05/11/15, 06:42 pm por OJPSampaio

» [RPG] Mundo Aberto – Vampires à Paris
28/06/15, 08:29 pm por RPGista

» Peste Negra em Sevilla: Fichas e Informações do Cenário
26/06/15, 04:50 pm por RPGista


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[RPG] Skyrim: The Lions (ENCERRADO)

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 4]

OFF:
Vamos finalmente voltar?
Allan, você foi atacado sim, eles voltaram para a posição depois de te atacarem.
Quando tiver dúvida assim, veja sempre o histórico de rolagens, que aí tu vai saber se foi atacado ou não, que no caso, foi.

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
ah sim agora que entendi a parada , ah eu defendo se possivel e faço a ação que fiz depois disso, mas n acho justo refazer a ação tb , entao vai a seu criterio se defendi ou nao

Ver perfil do usuário
Lions?! Ao lado dos Stormcloaks?


[justify]
Talvez Malkin não esperasse que os homens o atacassem. Talvez os homens não deveriam tê-lo atacado. Talvez. Mas a verdade era que cinco ataques, de diferentes lados haviam partido em direção daqueles homens que lutavam pelas leis imperiais. Era praticamente impossível se defender de todos os ataques ao mesmo tempo, mas isso não queria dizer que Malkin não tentaria. E assim o fez, conseguindo evitar a maioria dos ataques, mas para seu azar, não todos (-70 de hp). Apenas um dos atacantes conseguira furar o bloqueio de Malkin. E assim que recebera o ataque, Luckas se aproximara do primo para evitar que outra cena de covardia daquela se repetisse. Diferente de Flitz e Zarack, irmão de Malkin que se mantiveram longe de tudo. Talvez por serem avessos a necessidade daquele combate.

E quando o primeiro homem descobriu através de Zarack que estava lidando com os descendentes de Blay, rapidamente mandou que os ataques fossem cessados, mas isso não quis dizer muita coisa para Malkin, que mesmo ao ver os homens recuarem, continuou a atacar o chefe daquele esquadrão. Os homens estavam prontos para efetuar um novo ataque contra Malkin que insistia com aquilo, mas ao se defender de um novo ataque do irmão de Zarack, ele novamente ordenou em claro bom som.

- Não ataquem! - Gritou. - Se vocês realmente são Lions, não vamos sair vivos daqui. - Disso o homem, não atacando novamente, com um ar de lamento. - Mas isso não deveria acontecer, por isso, Ronan, fuja. Avise ao coronel que os Lions estão ao lado dos Stormlocloaks! - Antes mesmo do homem terminar de falar, um dos Soldados saiu em disparada. Correndo tão rápido quando um soldado deveria ter sido treinado. - Com isso, ficamos em um dilema rapazes! - Continuou o homem a falar. - Não sei se vocês realmente estão ao lado dos Stormcloaks, mas se eu não sobreviver ninguém poderá dizer o contrário.

Haviam agora quatro soldados ali. O homem que havia sido atacado por Malkin estava claramente dispostos a não continuar com aquele combate. Seguir viagem era o objetivo, bastava saber agora qual opção os guerreiros iriam escolher.

Histórico de Rolagens:
Malkin rolou 3 dados de 6 lados com dificuldade 1 para ataque ao primeiro guarda que resultou 2, 2, 6 - Total: 10

1° guarda rolou 3 dados de 6 lados com dificuldade 1 para defesa de ataque do malkin que resultou 3, 6, 3 - Total: 12

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Flitzriel

Malkin demonstrava suas habilidades. Ele não era ruim, longe disso. Mas é claro, não é como se aqueles Imperiais fossem uns veteranos de guerra ou algo assim. Luckas inclusive corria para ajudar seu primo.

E foi aí que meu coração apertou. Era extremamente importante que aquele Soldado não chegasse ao seu objetivo, mas antes mesmo que eu pudesse começar a correr, o Imperial saía disparando. Eu não conseguiria alcançar-lo considerando o que eu estava carregando... Droga!

Os Lions eram a família mais importante de Dawnstar. Se bem que eu sabia que Blay não gostaria de ser arrastado - ainda- nessa guerra, a suposta aliança familiar poderia comprometer a situação de Dawnstar. A cidade nunca conseguiria aguentar um ataque imperial! E foi aí que aquele general, ou comandante, expressou seus sentimentos e nos ofereceu um trato.

Temia a intestabilidade de Malkin. - Essa não é a nossa missão. - Eu disse, para meus companheiros de viagem. - E por mais sucesso que obtenhamos nela, se comprometemos a situação familiar, o mais provável é que nunca voltem a tocar em suas riquezas.

Eu olhava para o líder imperial. Caso ninguém contrariasse minha linha de pensamentos, ou resolvesse começar uma guerra atacando-o, eu dizia em voz alta e clara, me aproximando do homem. - Nunca foi a intenção dos Lions ofender o justo Império. O que aconteceu aqui foi só um equívoco humano. Você e seus soldados são livres de arrumar este problema. - Disse, me referindo ao soldado que ele havia ordenado para correr. - Afinal, comprometer a posição de uma família poderosa como os Lions não é algo que nenhum de nós quer, verdade?

Ver perfil do usuário

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Malkin

Se defendia coma espada o quanto conseguia mas um dos ataques passou, e com um olhar marcava aquele soldado em sua lista mental dos que deveriam morrer naquele dia juntamente com aquele imperial imbecil que o chamava de cachorro a alguns momentos atraz.

O guarda começa a correr e o lider deles começava o que parecia ser uma chantagem, isso deixava claro o por que do odio que carregava contra autoridades, usar vidas inocentes em guerra por causa da covardia dele nao era aceitavel.

- Você usaria vidas inocentes de millhares de pessoas em uma guerra so para salvar esse seu traseiro imundo? que tipo que guerreiros os imperiais estão contratanto em... e lamentavel.

Virava e ia caminhando para a jaula com a espada nas mãos , nao iria deixar aquele homem sair de la preso como um animal, isso era a decisão ja tomada.

- Eu ja disse que vou soltar este homem , nao me importa se ele e um storn sei la o que ou qualquer coisa assim, nao deixarei um homem ser privado de sua liberdade so por que seu rei quis assim. Eu vou solta-lo e vocês podem seguir a viagem de vocês. Se estarão vivos quando ele pisar neste solo vai ser escolha de vocês mesmos.

Se chegasse na jaula sem impedimentos tentaria abri-la.

Ver perfil do usuário

tataL

avatar
Postador Iniciante
Postador Iniciante
Luckas

Os ataques haviam cessado somente após a segunda ordem do guarda que parecia o líder, em seguida ordenou que um dos guardas saísse em disparada levando uma notícia que os Lions estão do lado dos Stormlocloaks. - “Devem morrer quem ordenou e quem executou” – Pensou Luckas.

- Irei atrás do que está fugindo, os que ficaram vocês dão um jeito de eliminá-los. – Rapidamente Luckas desatou a correr atrás do homem, caso ninguém o impeça.

Ver perfil do usuário

João Pedro Bracci

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Zarack apenas observava os ataques disparados contra seu irmão e apesar de ama-lo , era totalmente contra sua ideologia. O mundo era injusto e Malkin precisava entender isso.

Passava a mão no cabelo e olhava o ceu , acabara de perceber a cagada que havia feito a falar de sua familia. Como se sentia burro naquele momento , como queria se matar por isso. Então via Luckas sair em disparada atras do soldado , nao iria impedir pois seria muito bom se conseguisse intercepta-lo .
Calmamente caminhava para perto de Flit , concordava totalmente com ele . -Mas nao haveria como soltar esse homem engaiolado ? Ele não vai parar ate conseguir soltar aquele homem da jaula .

Zarack olhava para seu irmão caminhando ate a porta da jaula -Esse homem é muito importante para os Imperiais?

Ver perfil do usuário
Um dia a mais



Quando Flitz tomou a frente daquela situação, estava claro que as coisas estavam caminhando da pior maneira possível. E Flitzriel estava claramente tentando evitar tudo isso.

- Luto pela causa Imperial, custe o que custar, então, se tiver realmente que comprometer sua família o farei. Mas só o farei se vocês realmente estiverem ao lado do Stormcloaks. Não quero que meus homens morram aqui e hoje também, então se chegamos a um acor- Antes que o líder dos guardas terminasse de falar, Malkin novamente voltou a falar, e agora, a encaminhar-se em direção a gaiola. - Estamos em guerra homem. Este animal mataria sua mulher e filho se estes não fossem puros nórdicos! Pare de cuspir besteiras.[b][/b] - O homem olhou enquanto Malkin atravessava e ia em direção ao prisioneiro. - Se você acha tão importante libertar esse homem, não morreremos por ele. Não hoje. Não por um homem só. - Falou, para em seguida olhar para Zarack. - Qualquer Stormcloak é importante para os imperais. Seja ele vivo ou morto.

Quando o homem terminou de falar, Luckas saiu em disparada atrás de Ronan, o homem que havia sido incubido de avisar ao Coronel o que havia se passado ali. Assim que Luckas partiu, outro guarda fez menção de correr atrás dele, mas foi impedido pelo seu líder.

- Ele não irá conseguir para-lo. - Ele falou, já batendo em retirada. - Que nenhum stormcloak o faça se arrepender das decisões tomadas aqui homens. - Disse dessa vez para todo o grupo de Blay.

Não muito distante dali, Luckas tentava correr atrás de Ronan. Mas seu quilos a mais e seus 33 anos pesavam em seus joelhos. A cada minuto de corrida, sentia sua respiração falhar. Seu ritmo desacelerar. Seria impossível pegar aquele garoto que não devia nem ter chegado aos 25 anos. Mas ainda sim, não seria impossível rastrea-lo e continuar uma busca. Uma busca que poderia ser lenta e demorada, mas ainda sim, poderia ser efetiva.

Já na gaiola, o preso era um homem magro, com um semblante cansado, com cabelos escuros que caíam sobre seus ombros.

- Por Talos! Ainda não consigo acreditar que viverei mais um dia. - Disse o homem, enquanto Malkin via suas trancas. As trancas que o prendiam ali eram de puro ferro. O que exigiria que agora Malkin arrumasse um jeito de arrebentar ou destranca-lo.

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Malkin

_ Nao ele nao mataria , eu nao tenho mais isso onde estava ...

Depois de olhar as trancas perguntaria pela chave e a pegaria , se nao tivesse alguma chave quebraria com suas armas ou alguma coisa dura o bastante para quebrar a tranca.

Depois disso olhava para o homem bem nos olhos, falava com tom heroico.

- Nao foi thalos que lhe salvou homem, quero que use bem esta liberdade e chance que a vida lhe deu para fazer o que bem entender, e espalhe por todos os cantos nordicos ou imperiais que o Leão negro veio para acabar com a tirania desse mundo ... E espero que nunca esqueça o que fiz por você hoje.

Depois do que disse dava espaço para o homem sair e depois de garantir que os imperiais nao iriam atraz dele virava-se para o grupo de amigos depois de caminharem um pouco.

- Obrigado pela ajuda de todos, nao quero prejudica-los com meus ideais, mas sei que posso confiar em vocês.

Ver perfil do usuário

João Pedro Bracci

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Zarack olhava para os imperiais e depois para seu irmão , por dentro estava furioso a ponto de esfaquear Malkin. MAs nao demonstrava isso , virava-se para o capitão e dizia com uma voz seria e respeitosa -Desculpe por isso senhor , nao sei oque dizer para vocês . Apenas que nos desculpe por isso ...E outra coisa , nao somos do lado de ninguem nessa guerra .Oque aconteceu aqui foram os ideais dele agindo , nao importaria quem fosse Olhava com uma expressão nervosa para Malkin

-Ele ainda faria isso

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Flitz


Suspirava fundo, o que eu havia dito havia sido completamente ignorado. Eu nunca havia sido um bom conversador de qualquer maneira, mas aquilo me frustrou um pouco. Eu digo, em voz baixa. - Não se preocupe, Malkin. Mas pelo menos permita-me concertar isto.

Zarack se demonstrava igualmente frustrado. Talvez um pouco irritado, que não era meu caso. A minha preocupação principal era não manchar o nome dos Blay, e ao parecer essa seria uma missão difícil.

Escutava o que Malkin dizia. Ele parecia querer aspirar mais que uma simples fortuna, mas ainda sim, aquela não era a maneira de fazer as coisas corretamente.

Zarack, inesperadamente, pede desculpas ao Imperial. Talvez ele apoiasse individualmente o Império, mas aquilo naquele momento era irrelevante. Não poderíamos parecer fracos. - O que meu companheiro quis dizer é que nossa intenção é longe de causar um conflito, senhor. E como você deve saber, como aparente comandante... - Suspiro rapidamente, olhando para Malkin para ver o que ele estava fazendo. - É impossível controlar as ações de todos teus companheiros. Você pode mandar que eles capturem uma vila de forma pacifica, mas eles podem muito bem entrar queimando tudo, matar e estuprar quem quiser e dizer que os habitantes se resistiram brutalmente. Eu não sou como eles, só sou um guarda escoltando-os, e como você, sei muito bem como é tentar fazer o certo.

Olhava para os lados. Estávamos perdendo muito tempo com aquele encontro. - Imperiais. Você são livres de voltar por onde vieram se desejarem. E se querem evitar mais mortes que esta guerra infernal nos trouxe, vocês vão dizer para o seu superior que o seu subordinado estava enganado, e que na verdade foram atacados por Ilusionistas. - Olhava para meus companheiros, querendo saber se eles estavam de acordo com o plano. Agora, só podia pedir que Luckas, que agora já estava longe, não fizesse nada de ruim.

Ver perfil do usuário
OFF: Só esperando o Luckas/Vinny postar pra dar continuidade.

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

tataL

avatar
Postador Iniciante
Postador Iniciante
Luckas

O aparentemente líder dos soldados estava a falar algo, mas Luckas não escutava nada. O soldado que saíra em disparada tomava a atenção total dele, logo então ele o fez, saíra atrás do soldado. – “Aquele homem não falará nada do que aconteceu ali.” – Pensava ele já correndo.

Já a alguns metros do local Luckas começara a sentir a força de sua idade pesar em seu físico. – “Merda!” – Pensou, mas ainda sim continuou, pensou então em sua perícia em furtividade. – “Isso.” – Cof, cof – Pensou e tossiu respectivamente. Não havia jeito, teria de fazer aquilo ou ficaria para trás e rapidamente o perderia de vista.

Então continuou correndo, mas agora se escondendo e em silêncio. – “Terei que voltar, caso o perca.” – Pensou por último.

Ver perfil do usuário
O Leão Salvador



O infeliz que estava preso ali não sabia das chaves. O que era de se esperar. Mas depois de uma terceira batida com a espada na tranca fez com que em fim, a liberdade do homem viesse até ele.

- Eu nunca vou esquecer! - Respondeu o homem já saindo da cela. - Aqui Leão! Você pode não acreditar na benção de Talos, mas ele irá te ajudar em sua jornada. - Disse, entregando um colar para Malkin. - Aceite como uma forma de agradecimento.

Pouco antes do homem ser libertado por Malkin, tanto Zarack e Flitz tentaram se desculpar com o Imperial que havia sido agredido, mas suas palavras ficaram ao vento. Todas sem respostas quando o homem se retirou com uma cara de poucos amigos.

Flitz agora carregaria consigo a dúvida de qual atitude seria tomada pelo guerreiro imperial em relação ao acontecido ali. Talvez as coisas poderiam ficar piores ou melhores se Luckas conseguisse alcancar o imperial que havia sido destacado a entregar a mensagem de que os Blay estavam contra o Império.

Mas era impossível para Luckas alcança-lo. Não que o sobrinho de Blay não tenha tentado. Mesmo escondendo-se entre as árvores, tentando dar a impressão de que não mais perseguia Ronan, o rapaz não parou, sem deixar muito para fazer a não ser Luckas voltar ao encontro de seus companheiros e parentes.

- Vamos continuar a viagem antes de encontrar uma outra tropa disposta a nos matar? - Perguntou o Hobbit, dando um sorriso amarelo de preocupação.

- Se vão seguir por onde eles me trouxeram, tomem cuidado com a caverna. - Disse o homem que havia sido libertado por Malkin. - Há um acampamento por lá. Se quiserem evitar confrontos, quando virem dois homens beirando a estrada, contornem. Foi assim que os imperiais fizeram. E agora, seguirei meu caminho. - Ele olhou durante algum tempo para Zarack e então seu semblante se fechou. - Agradeço por tudo que me fez, Leão. Farei com que Bardos cantem canções sobre você!.

Amuleto de Talos (Malkin):

Sempre que um item tiver essa tarja branca quer dizer que ele pode ou não ser abençoado/mágico. Mas para descobrir se é ou não, será apenas usando-o (por sua conta em risco) ou com a magia "descobrir encantamento" ou algo do tipo.

Ah, e sempre que ganharem um item, adicionem-o a sua ficha. Se não o fizeram, será considerado que o mesmo foi descartado.

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Malkin

Olhava para o homem e com um sinal da cabeça o agradecia,

-Obrigado pelo presente, sera bem recebido assim como a informação util .

Depois de colocar o colar montava seu cavalo e seguia viagem, arrumando a espada nas costas e ajeitando a manopla ja ia cavalgando olhando para a estrada.

- Marque no mapa esta tal caverna quando por ela passarmos pequeno, depois de uma batalha logo no começo da jornada tudo parece que vai melhorar cada vez mais.

Ver perfil do usuário

João Pedro Bracci

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Apenas observava o homem descer da gaiola e disparar aquelas palavras contra mim. Dava um pequeno sorriso para ele , nao iria gastar saliva com aquele homem , ele nao entenderia os motivos por eu nao ter apoiado meu irmão nessa pequena intriga. Então subia em seu cavalo e continuaria a viagem em sielncio

Ver perfil do usuário

tataL

avatar
Postador Iniciante
Postador Iniciante
Luckas

A cada passada Luckas se sentia mais cansado e o soldado o qual perseguia, ficava cada vez mais longe, mesmo usando sua furtividade. – “Não dá mais”. –Pensou, então parou de correr.

- Que se foda esse cara. –Disse bufando e apoiando-se em seus joelhos que agora pareciam de concreto. – “Tenho que voltar.” – Pensou olhando para trás, aos poucos começou a andar lentamente de volta pelo caminho que havia percorrido.

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Flitzriel

Respirava fundo, desejando profundamente que não comprometêssemos toda Dawnstar pelas ações daquele homem.

Pelo menos o conflito havia terminado. O hobbit fazia um comentário sarcástico, o que fazia que eu esboçasse um pequeníssimo sorriso. - Sigamos. - Digo de forma fria, enquanto eu monto meu cavalo. Esperava que não houvesse mais conflitos no caminho.

Ver perfil do usuário
Problemas à vista?

Malkin parecia animado com a viagem, ainda mais após o que tinha acontecido anteriormente.

- Si-sim, senhor! - Falou Alfirfe, gaguejando ao falar com Malkin. Não era de se estranhar que o Hobbit tivesse medo do irmão de Zarack, visto a tamanha brutalidade que ele já havia demonstrado em tão pouco tempo.

O seu irmão mais velho por sua vez, parecia ter notado a forma que o Stormlock o olhara, mas ainda sim, resolvera não começar uma nova briga ali.

Flitz também parecia disposto a seguir em frente. Mesmo com ausência de Luckas, que ninguém parecia ter se importado muito.

O sobrinho de Blay que havia saído em busca do soldado que poderia causar um grande problema para os Lions, finalmente havia se rendido aos fatos. Não poderia pegar o garoto. Com alguns anos a menos nas costas e nos joelhos talvez. Mas nessas condições, seria impossível.
Por isso, voltar fora a opção mais sábia.

Mesmo que seus companheiros tivessem resolvido partir sem esperar a sua volta, Luckas ainda conseguiu alcança-los alguns kilometros depois. Era de se estranhar que o local que eles deveriam estar estivesse deserto, mas graças as marcas das pegadas dos cavalos foi possível encontrar com eles.

(...)


Dois dias se passaram até que finalmente Alfirfe alertara o grupo sobre o perigo que o homem havia falado.

- Se estou certo, até o por do sol encontraremos a caverna. O que faremos? - Perguntou o Hobbit, com o mapa aberto em mãos, com seus olhos percorrendo os Lions em busca de alguma resposta. - Sabe, bem.. - Ele coçou a cabeça. - Talvez com o anoitecer consigamos passar sem sermos vistos. - Palpitou o Hobbit aos Lion.

OFF: Estava olhando a ficha de vocês, coloquem os modificadores ao lado de seus itens e armas. Ou então, linkem para as respectivas imagens. Assim ficará mais fácil saber de que arma se trata e se ela tem ou não bônus. Assim como os itens.

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

João Pedro Bracci

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Zarack coçava a cabeça e olhava o mapa junto ao Hobbit -Bom... seria uma boa ideia passar a noite por esse. Acho que conseguiríamos - Ja estava cançado da viagens , queria descansar mas aquele momento nao era propicio , olhava para seu irmão e para Flit
-Acham que conseguimos passar ao anoitecer por eles? Ou somos barulhentos demais e precisamos de um novo plano...-Enquanto esperava as respostas dos dois , olhava para o mapa novamente -Então Alfirfe , vc nao saberia nenhuma rota alternativa em caso de problemas?

Ver perfil do usuário

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Malkin

-Fale por você irmão eu acho uma tarefa simples.

Continuava caminhando esperado o grupo todo decidir , nao estava com vontade de discutir trajetos agora.Ainda estava com alguns pensamentos nebulosos quanto ao seu passado e a todos do grupo , sentia que por mais que nao gostasse da ideia um dia talvez teria que acabar com alguns deles quando o plano de matar blay estivesse em pratica, mas balançava a cabeça e depois olhava para seu irmão novamente.

- Suas atitudes são realmente de um Lion irmão ... nisso sinto que somos tao diferentes, parece que você foi corrompido pelos pensamentos daquele velho mesmo. - Olhava para a estrada novamente- Nao se esqueça do que nobres fizeram comigo, se e que isso tem alguma importancia ainda para você irmão ... eu estive em um inferno nestes anos!!

Enquanto falava lembrava de todos os horrores passados no campo de treinamento e de como isso lhe levava a querer seu tio morto.

Ver perfil do usuário

tataL

avatar
Postador Iniciante
Postador Iniciante
Luckas

O caminho de volta foi um pouco mais longo, porém menos cansativo. Os Lions resolveram partir e não esperar Luckas, que os alcançou sem problemas graças as pegadas dos cavalos. Dois dias de viagem até o hobbit os alertarem sobre uma possível caverna até o pôr do sol e propôs também que continuassem devido a noite ser mais fácil de se esconder e passarem assim sem problemas pelos habitantes da caverna.

- Por mim, poderíamos continuar, já se passaram dois dias, mas nada que nos consumisse tanto assim, se estamos bem deveríamos continuar. – Opinou sobre o comentário de Zarack.


OFF: Pessoal peço desculpas a todos pela demora nas postagens, meu filho nasceu e estou um tanto ocupado se é que me entendem. xD

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Flitzrien

Finalmente de volta a trilha. A viagem foi calma por algum tempo, e ninguém parecia querer conversar muito, o que me fazia sentir mais calmo, mas claramente havia tensão entre os irmãos, por suas atitudes tão diferentes.

E como era de esperar, acabávamos nos topando com outra situação que requeria de nossa atenção. E felizmente, todos pareciam acordar com a mesma ideia desta vez, eu simplesmente concordando balançando a cabeça positivamente. E é aí que os irmãos parecem que vão começar a discutir.

Eu levanto um pouco a voz, e se for necessário falo encima dos outros, com o intuito de voltar a fazer o grupo focar na missão. - Então parece que vamos tentar passar desapercebidos, Alfirfe. - Digo, olhando diretamente para ele. - Por que não aproveitamos o tempo e recuperamos nossa energia até a noite? Ninguém parece estar particularmente cansado, mas é uma boa ideia estar com energia completa. Por se acaso.

Ver perfil do usuário
Silêncio!!

Em seu pouco tempo juntos, concordar com algo não parecia ser algo que se tornaria rotineiro, mas era o que finalmente havia acontecido. Todos concordavam que passar a noite seria uma boa opção.

- Se não seguirmos por aqui, teríamos que dar uma volta que nos custaria mais um dia de viagem. - Respondeu Alfirfe a Zarack.

Com isso, todos concordaram em seguir em frente. Com o cair da noite, com um descanso, as chances de passarem sem problemas seriam altas. Todos acreditavam nisso.

(...)

A noite caiu e a previsão de Alfirfe estava certa. Logo um pouco à frente era possível ver dois homens circulando o que parecia ser a entrada da caverna. Os dois estavam com o que parecia ser uma armadura leve, e carregavam consigo uma tocha e uma espada cada um. Pelo menos era o que dava para tentar identificar naquela escuridão.

- E então, vamos seguir? Se sim, teremos que fazer o mínimo barulho possível para não arrumarmos confusão! - Falou Alfirfe sussurrando de maneira quase inaudível.

A cena que se desenhava era a seguinte. Passar praticamente em frete aos homens, usando as árvores e a escuridão para despista-los. Não teriam como seguir a trilha, se não iriam dar de cara com os bandidos e seguir no meio das árvores era realmente a única maneira de se manter escondido, ainda mais com os cavalos.

OFF:
OFF: Façam um TESTE DE FURTIVIDADE, usando o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
A dificuldade será de 3+ (maior que três) para passarem despercebidos. A partir da rolagem, vocês já podem fazer a postagem por cima, colocando como o personagem de vocÊs irá reagir em caso de não passarem no teste (fazer barulho) ou não.

Preencham:
Email(s) Destinatário(s)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Nome do Personagem
O NOME DO PERSONAGEM

Habilidade(s) Testada(s)
Furtividade

E escolham um dado de 6 lados, como no video que eu fiz para facilitar a vida de vocês. Assistam em caso de dúvida!

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Passava por entre as arvores com seu cavalo , ia devagar e abaixando a cabeça do animal para que seguisse somente a minhas mãos, ia caminhando pensando se aquilo era realmente necessario ja que a estrada devia ser livre para se caminhar, mas lembra-se que seus companheiros de viagem decidiram nao batalhar e desta vez nao traria confusão para o grupo.

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Flitz

Sem mais o que agregar, simplesmente faço meu cavalo cavalgar o mais silencioso possível, com meu corpo abaixado.

Ver perfil do usuário

tataL

avatar
Postador Iniciante
Postador Iniciante
Luckas

O grupo decidira continuar em frente para não atrasar a viagem, já estava escuro quando finalmente chegaram a uma caverna com dois homens em frente a ela, estavam armados.
Alfirfe avisara para que fizessem o mínimo de barulho possível para que pudessem passar com os cavalos despercebidos naquela escuridão, o que era quase impossível devido estarem praticamente em frente aos possíveis guardas.
Luckas começou a caminhar lentamente entre as árvores e sombras, tentando sempre mover-se quando os guardas estivessem de costas .

Ver perfil do usuário
Parados aí!

Pelo visto, a ideia de Alfirfe estava dando certo. O negrume da noite escondia perfeitamente os Lions que tentavam evitar mais conflito nessa viagem.
Alfirfe havia decidido ser o primeiro a passar entre as árvores, sendo seguinte por Malkin, que mesmo com seu volumoso tamanho conseguira passar sem fazer nenhum barulho, assim como Flitz, que seguindo os passos dos dois primeiros, conseguia seguir sem fazer barulhos. Mas a sorte havia mudado quando Luckas não viu seu cavalo prender a pata em uma árvore, fazendo com que todos rapidamente parassem. O barulho fez com que um dos guardas olhasse em direção as árvores.

- Tem alguém aí? - Perguntou, fazendo movimentos em zigue-zague como se tentasse espantar algum animal.

- Você ainda não se acostumou com os sons da noite? - Perguntou o segundo homem, zombando.

- Vampiros se escondem nos sons da noite. - Respondeu, dando uma olhada melhor, mas em seguida dando as costas. - Mas realmente acho que não é nada.

- Vá lá dentro, veja se eles já acharam o tesouro. Mande o Suleg trocar um pouco de turno com você.

Quando o perigo de serem descobertos parecia ter sido afastado, as coisas voltaram a ficar complicadas. Zarack não percebera um enorme galho à sua frente, tropeçando e assustando seu cavalo.

- Por Nocturnal, fiquem onde estão! - Falou o homem, dessa vez com certeza absoluta que haviam pessoas ali. - Não adianta vocês tentarem se esconder, paguem o pedágio e deixaremos que vocês sigam em paz.

O homem ainda não havia entrado no meio das árvores, mas agora tentar se esconder não era mais uma possibilidade. Suleg, o homem que havia trocado havia acabado sair de dentro da caverna e sem dizer nada, apenas vendo a reação do outro, puxou suas espada, ficando em guarda.

- Um pouco de atenção não teria caído mal. - Falou Alfirfe, em tom lamentoso a Zarack.

- Saiam daí. 40 moedas os farão livres! - Falou o homem para os Lions.

OFF::
Como Zarack não postou dentro do tempo determinado, foi considerado falha em seu teste.

Ver perfil do usuário http://rpgviaforum.foruns.com.pt

João Pedro Bracci

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Zarack fazia um sinal de desculpa com as mãos , realmente foi lamentavel oque aocnteceu. Então prestava atenção nos homens que agora pediam dinheiro . Descia uma gota de suor de nervosismo e vergonha pelo seu rosto, como conseguia ser tão inutil...
Zarack olhava para seu grupo , alguem teria dinheiro?

Ficava em silencio lamentando seu erro enquanto esperava as ações dos outros

OFF: desculpa , eu achei que tinha postado

Ver perfil do usuário

allanmelias

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Malkin

Pensava que realmente não iriam ter problemas ate que o barulho o fez olhar para traz com a expressão de irritação , já que teria que arrumar problemas com os guardas novamente.

- É acho que somos barulhentos demais ...

Falava com a ironia que lhe restava naquele momento, logo apos os guardas falavam de dinheiro e pedágio, um sorriso brochou no rosto sem nenhuma intenção e então uma gargalhada saiu como que sem intenção.

- pedágio?? hahahaha este dia cada vez fica mais engraçado ... as pessoas são aqui não tem noção nenhuma das coisas.

Saia da mata caminhando sem as armas nas mãos, carregava apenas o escudo e um sorriso de canto no rosto.

- Bom pequeno eu tentei não arrumar mais confusão mas ta complicado hoje... Parece que as pessoas querem muito morrer - logo apos falava com os homens- Olha nao quero brigar nem matar ninguém, por isto seguia pela mata mas continuarei pela estrada , desculpem o incomodo e tenham um bom dia.

Puxava a rédia do cavalo o trazendo para a estrada enquanto esperava os companheiros

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum