Sejam bem vindos ao RPG via Fórum, onde pretendemos reunir jogadores, curiosos e interessados nesse grandioso mundo que é o RPG

Conectar-se

Esqueci minha senha



Parceiros
Fórum grátis

Últimos assuntos
» Chat - BatePapo - Descontração
28/10/16, 08:53 am por Fake

» [RPG] Terra devastada(Survival Z)
09/08/16, 05:42 pm por Felype Dias

» [RPG] UNIVERSOS
31/05/16, 03:45 pm por Grifen

» [UNIVERSOS] Ficha e Instruções
31/05/16, 03:37 pm por Grifen

» [RPG] Caminho Das Chaves
17/03/16, 02:29 pm por LíderDosLíderes

» [Database] Caminho das Chaves
16/02/16, 05:32 pm por LíderDosLíderes

» [RPG] Turno da Noite (Solo)
05/11/15, 06:42 pm por OJPSampaio

» [RPG] Mundo Aberto – Vampires à Paris
28/06/15, 08:29 pm por RPGista

» Peste Negra em Sevilla: Fichas e Informações do Cenário
26/06/15, 04:50 pm por RPGista


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[RPG] Aliança Intergalática de Monstros! AIM!

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado

A nova casa


A aterrizagem no planeta Terra foi segura! Ninguém se machucou, apesar da capsula de stasis do número 5° e 6° ter travado. Ignorando o inconveniente, os outro quatro novos lordes estavam bem. Agora, sobre a liderança da grande Lorde Suprema Al'Kas, representante do magnífico AIM na Via Láctea, os novos lordes devem dominar o mundo.

Mas por onde começar? Não entendiam a cultura nem a história do planeta. Tinham uma informação muito resumida, e ainda por cima o guia que a AIM colocou os novos lordes sobre o cuidado é nada mais que um Gatuno!

Mas esse é um recomeço. Com sua galáxia destruída, só os resta usar o pouco esforço dos sobreviventes para expandir o dominio da AIM a outras galáxias. Os novos lordes estão praticamente sozinhos.

Mas isso não quer dizer que a AIM não os deixou uns presentinhos. Sobre a jurisdição de Al'Kas, um grande arsenal intergalático capaz de escravizar um planeta em poucos segundos! Dominar este planeta seria fácil.

Vocês são os Novos Lordes. E cabe aos seus ombros dominar a Terra para salvar possivelmente toda a Dimensão!

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Prelúdio: O plano

Vocês se encontravam todos dentro do seu mais novo Quartel General. Não, o Gatuno, os havia guiado até a desda espaçonave até a casa sem dificuldades. Ele bravamente conseguiu levar-los desde o quintal do mesmo QG, que foi aonde a espaçonave caiu, até a entrada!

Era de noite, e parecia que iria chover log. Eram encorajados a entrar no Quartel General por Al'Kas. Visto desde uma perspectiva humana, na qual vocês não entendiam muito, parecia um lugar elegante e... Caro.

- Bem-vindos a sua nova casa. - Diz a Amazona, numa voz não tão interessada. A entrada levava até a sala de estar, que tinha cinco sofás brancos e um projetor grande grudado na parede. Todos os sofás estavam olhando para o centro da sala, aonde havia uma larga mesa de vidro. Ao lado da sala, havia uma escadaria, revelando um andar superior e outro inferior, e uma porta. - Vamos, sentem-se logo e revisemos o plano. Eu quero ir logo para meu despacho e tirar esse traje grudado da AIM, incomoda minha pele.

Krista sentia o mesmo. Era muito... Sufocante. - Certo, como todos sabem, a AIM mandou conosco o DAI, o dispositivo de armazenamento infinito, aonde tem diversos armamentos capazes de dominar este mundo num piscar de olhos. - Al'Kas falava num tom alto e autoritário, enquanto mordia uma de suas unhas. - Mas nós não vamos usar-lo. A AIM vê potencial aqui, e quer que nos infiltremos no governo mundial e tomemos conta do planeta indiretamente, pelo menos por agora.


Ela respirava fundo, decepcionada. Alguns poderiam não entender, mas Krista sabia que Al'Kas provavelmente ansiava por uma luta. Vocês passaram cinco meses em stasis naquela nave espacial, afinal de contas.

- Eeeeeeeeeeeenfim. - Ela disse, num tom que parecia querer acabar logo com isso. - Vocês vão ser mandados a um Santuário de Ensinamento, aqui eles chamam isso de '' Escola''. - Ela tirava de seu bolso pessoal o DAI, um pequeno cubo. Ela tocava uma parte do cubo que se abria, e logo puxava algumas coisas de dentro e jogava na mesa. - São DDs, dispositivos de disfarce para suas formas humanas, e tradutores universais. Usem o DD no braço como bracelete, e coloquem o tradutor, a bolinha, dentro do ouvido esquerdo.  Entenderam?

Ela dava meia volta, e ia em direção as escadas. - Nós, mulheres, devemos ficar no quarto de cima.- Ela disse, com um sorriso orgulhoso. Feminismo? - Os homens devem ficar no quarto debaixo. Amanhã de manhã vai ser o dia. Nos seus quartos, estão os uniformes. Alguma dúvida? - Ela disse, se coçando e pronta para subir as escadas, um pouco nervosa.



Última edição por LíderDosLíderes em 21/02/14, 08:27 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

3 Neko Katsu em 21/02/14, 08:20 pm

Corvo

avatar
   
   
Não

Minha mão sobe de imediato, indicando que eu tinha uma dúvida. Espero a capitã olhar para mim, então pergunto - O que vai ter pro almoço? - Eu já estava sem comer há quase duas horas.



Última edição por Corvo em 25/02/14, 10:31 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário
Krista tinha esperado por esse momento sua vida toda, finalmente tinha encontrado sua heroína e pela primeira vez estava recebendo ordens diretas dela. Essa era sua chance de mostrar para ela do que era capaz.

A Amazona até que tinha umas dúvidas que gostaria de tirar mas não o faria, não queria demonstrar nenhum tipo de fraqueza ou medo, guardaria suas dúvidas para si mesma e as descobriria sozinha eventualmente.

"Homens..." Krista pensa para si mesma depois de ter perdido preciosos segundos da sua vida ouvindo a "dúvida" do cara que se encontrava na mesma sala. "Por que diabos  Al'Kas chamaria homens para uma missão tão importante? é óbvio que eles não são capazes de fazer nada" continuava pensando, "Vai ver eles vão ser usados de sacrifício ou de iscas! Hm.... Isso faz sentido..." E assim ela continua, perdida em pensamentos até alguém aparecer com uma pergunta realmente relevante ou até Al'Kas voltar a falar.

Ver perfil do usuário

Vaelin

avatar
Camper
Camper
Interessante... Rendall pensava enquanto ouvia Al'Kas falar. Não esperava que a AIM fosse optar por outro tipo de dominação no planeta. Para uma raça tão inferior tecnologicamente não fazia muito sentido tentar uma opção mais "diplomática" para dominar o planeta. Ele realmente não estava contente com isso, mas ele não iria questionar as ordens da AIM. Se eles pensavam que esse lugar tinham potencial para ajudar a Aliança então talvez Rendall devesse abrir um pouco sua mente para esses hábitos humanos e descobrir o que teria de tão valioso nesse planeta.

Depois de Al'kas terminar de explicar sobre os DDs e o tradutor e começar a se retirar, Rendall  apanhou os itens da mesa, observando-os com atenção. Ele não tinha nenhuma dúvida, pelo menos nenhuma que a Amazona pudesse responder. Ele estava se preparando para levantar assim que Al'Kas os dispensassem. Porem ao ouvir a pergunta do Gatuno, começou a pensar que ele não estava levando tudo muito a sério. Vou ter que aturar esse Gatuno como meu guia? Ele pensava, enquanto encarava o sujeito, não tentando esconder o descontamento que sentia com isso.

Ver perfil do usuário

Doctor Stone

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Sinder (Midori Shideru)

— O que vai ter pro almoço? — disse o gato.

Sinder olhou ao redor para reconhecer o local e ponderou sobre seus companheiros: nenhum elfo. Aquilo era ruim. Ele não se sentia confiante no meio de outras raças. Todas eram diferentes de mais! E aquele gatuno!? Estavam perdidos. Ok. Calma. Ele respirou fundo e tentou focar no objetivo da missão, embora este ainda parecesse tão distante.

— Tragam as maçãs!! — exclamou sorrindo, tentando ser cordial com o gato inútil.

Mas de fato ele estava surtando pra provar as maças daquele sistema solar. Eram sua comida favorita no seu planeta natal. Ele dava tudo por maçãs! Qualquer coisa! Maçãããããããs!!!!!

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Todos

A amazona levantava a sobrancelha ao ouvir a única pergunta que o grupo fazia, sobre a comida. - Do que está falando, Gatuno? É de noite. Se quiserem tem algumas frutas numa cesta na cozinha, mas não há mais comida neste lugar.

Ela olhava com um pouco de raiva para aquela roupa. - Enfim, me retiro por hoje. Lhes recomendo que vajam dormir. Cada quarto tem o nome humano que vocês escolheram, e está pessoalmente personalizado para se sentirem mais confortáveis e bla bla bla. Não percam muito tempo a vão dormir, amanhã vocês vão acordar cedo. - Ela disse, focada em tentando baixar o ziper de seu uniforme. Ela finalmente consegue destravar o dispositivo, e começa a abrir-lo enquanto baixa as escadas.

Vocês se encontravam sozinhos na sala de estar. Talvez alguns famintos, na cozinha, a alguns passos da sala principal, havia encima de uma mesa uma cesta com algumas frutas terráqueas, dentro delas duas maçãs que Sinder desejava tanto. Uma verde e uma bem vermelha, diferente das do seu mundo natal em que eram azuis.



OFF: Vocês podem interagir entre si se desejarem, ou simplesmente irem dormir. Lembrando que há dois companheiros na nave espaciial numa capsula em stasis, que aparentemente simplesmente travou.



Última edição por LíderDosLíderes em 25/02/14, 12:39 am, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

Doctor Stone

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Sinder (Midori Shideru)

Após a amazona dispensá-los, Sinder caminhou até a cozinha calmamente, mas ao ver aquelas frutas vermelhas e verdes em formato de maça ele foi o mais rápido que pôde até onde estavam e agarrou uma. Como era estranho! Um elemento tão familiar com uma aparência totalmente diferente.
Ele admirou a maça por alguns segundos entre seus dedos e então resolveu provar a mais verde que achou, pois lembrava seu planeta.

Ver perfil do usuário

Vaelin

avatar
Camper
Camper
Assim que Al'Kas se retirou Rendall levantou-se rapidamente. Não havia muito mais o que fazer. Ele estava curioso para saber o que seria feito com as duas capsulas que travaram, porém não acreditava que os superiores tinham alguma ideia ainda. Rendall imaginava se isso poderia atrapalhar a missão de algum modo, afinal agora que não iriam usar mais meios militares para conquistar o planeta provavelmente a ajuda de mais pessoas não seria tão ruim.

Observou seus companheiros. O gatuno, o elfo e a amazona. Com o tempo ele precisaria ter a confiança deles, pois era muito provável que haveria desentendimentos entre eles que iriam atrapalhar a missão nesse planeta. Seu pai sempre lhe ensinou que se fosse trabalhar com estranhos é importante tentar ganhar a confiança deles. Mas não agora... Isso vem com o tempo... Pensava Rendall enquanto se dirigia para a escadaria em direção ao seu quarto.

Ver perfil do usuário
"Finalmente" , pensa a amazona enquanto se dirigia as escadas para poder finalmente tirar aquela roupa tão irritante, tinha que ir se preparar para não fazer feito no primeiro dia da Escola, não podia deixar que nada atrapalhasse o seu momento. E como todas as pessoas que estavam ali eram homens, Krista não estava com a menor vontade de socializar com eles, até por que nem os enxergava como companheiros de missão, para ela, eles só eram um bando de gente inútil que uma hora ou outra estragaria a missão, mas antes desse momento chegar Krista estaria pronta para fazer o que fosse necessário para impedir que isso acontecesse, nem que tivesse que mata-los.

Ver perfil do usuário

11 Neko Katsu em 25/02/14, 12:39 am

Corvo

avatar
   
   
Não

Olho com estranheza para o elfo quando ele grita algo sobre maçãs. Pobre criatura selvagem, provavelmente não tinha nem ideia do que estava acontecendo ali. Todos sabiam que elfos não passavam de selvagens burros que não entendiam nada de civilização ou tecnologia. Era mais provável que tivessem arrastado eles para o meio dessa guerra pra servirem de bucha de canhão...

Então minha divagações são interrompidas por algo mais importante - O QUÊ?! Como assim "não tem comida"?! - Exclamo, indignado, enquanto a mulher já subia as escadas. Estava tão frustrado que nem tento explicar para ela que os terráqueos chamavam de "almoço" qualquer tipo de refeição. E agora, o que fazer?! Eu precisava arranjar algo comestível para viver nesse lugar! "Frutas" não são consideradas "comestíveis", obviamente. Uma ideia me passa pela cabeça.

O elfo selvagem estava na cozinha, mas eu ainda podia vê-lo de onde estava. O garoto-lobo estava no sofá à poucos metros de mim. A garota nervosa estava subindo as escadas. Falo alto, para os três - Ei, o que vocês acham de testar essas coisinhas, hm? - Brinco com o DD entre os dedos e dou um sorriso de dentes pontiagudos - E ainda aproveitamos a chance para eu ensinar a vocês sobre os hábitos noturnos dos terráqueos! Que tal?! -



Última edição por Corvo em 25/02/14, 10:30 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

Vaelin

avatar
Camper
Camper
Rendall se vira para o gatuno quando ele começa a falar. Ele não sabia o que o sujeito queria fazer, e ainda estava se sentindo um pouco suspeito com ele, mas o gatuno era seu guia, e se ele queria ensinar alguma coisa sobre humanos Rendall não iria perder a oportunidade. Al'Kas provavelmente não ficaria brava com ele por ficarem acordados por um tempo, afinal estava tentando aprender sobre os humanos.

- Claro. - disse Rendall, enquanto olhava para o gatuno curiosamente e erguia seu DD preparando-se para colocá-lo - O que exatamente vamos fazer?

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Todos

Quando cada um de vocês estava dispostos a descansar, ou realizar atividades pessoais, o Guia propunha algo.

Enquanto isso, Sinder provava o gosto da maçã verde da Terra. Era espetacular, muito melhor que a do seu planeta! Você só achava estranho um certo recheio meio duro. Olhando para a tua mordida, percebia que havia cortado em dois com teus dentes uma pequena criatura terráquea. Ela era larga, e tentava escapar subindo no teu braço. Se bem que era bem lenta.( É uma minhoca)

Ver perfil do usuário
Ao escutar a proposta do gatuno a amazona para por um segundo, por que diabos ela iria querer fazer isso? E aos poucos ela acaba se encontrando num dilema consigo mesma.

Ela não queria ir principalmente pelo fato de só haver homens burros e ignorantes nesse acordo, fora que ela não podia confiar no gatuno nem nada disso, tinha que se preparar para o primeiro dia de escola e tudo mais.... Só que essa poderia ser uma boa chance de conhecer melhor os humanos e ela também tinha muitas perguntas que não tinham resposta, talvez ir com eles era a chance de responder elas, e por mais que odiasse admitir isso, tinha que ficar de olho neles para garantir que tudo desse certo e que eles não estragassem tudo.

Ela dá um suspiro e desce as escadas, ela fica lá parada esperando para ouvir mais sobre a tal ideia dele, caso não gostasse podia ir embora.

Ver perfil do usuário

15 Neko Katsu em 25/02/14, 10:28 pm

Corvo

avatar
   
   
Não

Dou um largo sorriso pontiagudo para os dois - Haha, ótimo! Vocês não vão se arrepender! - Então me viro para o elfo selvagem... Como eu poderia fazê-lo entender?

- Ei, você! Elfo! - Começo a gesticular amplamente, como se estivesse falando com alguém que não entendesse minha língua... E fosse possivelmente retardado - Nóóós. Vaamos. Andaar. Na cidaaaaade. Conheceeeer. Coooisas. Vocêêê. Vir. Tambéém? Vir. Caminhaar. Conoosco? -

Será que aquela criatura do pântano tinha entendido? Bom, com as minhas incríveis habilidades, eu com certeza não teria muitos problemas para me comunicar com ele. Aposto que até o final do mês consigo ensiná-lo o que é a escrita!

Ver perfil do usuário

Doctor Stone

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Sinder (Midori Shideru)


No meio do incrível sabor da maçã, Sinder sente um objeto estranho. Imediatamente ele entende o que estava acontecendo e sente pena do pobre animal que ele muito provavelmente matara. Vegetariano, como todos os outros elfos que conhecia, ele começa a refletir sobre a vida daquela criatura que agora lutava desesperadamente para fugir, ironicamente, subindo no seu braço.
É nesse momento que o gato aparece:

— Ei, você! Elfo! Nóóós. Vaamos. Andaar. Na cidaaaaade. Conheceeeer. Coooisas. Vocêêê. Vir. Tambéém? Vir. Caminhaar. Conoosco?

Perdido nos seus pensamentos, Sinder mal entende o que o outro queria e responde rapidamente, se virando para o grupo:

— Hã? O que? — Então ele subitamente compreende. — A tah! Hm... Ok. — Responde, ainda sem entender porque o gatuno falava daquele jeito estranho. Talvez fosse alguma deficiência da sua raça...

Sinder tira a minhoca do seu braço e a coloca de volta na maçã, deixando as duas na mesa. Será que ela se regeneraria? Quem sabe... Ele, então, se junta ao grupo.

Ver perfil do usuário

17 Neko Katsu em 26/02/14, 07:39 pm

Corvo

avatar
   
   
Não

- Haha, ótimo! Ok então, todos juntos no três? - Coloco o DD no braço e começo a contagem - 1... 2... 3! Ativar! - Fico esperando que algo aconteça.

Se nada acontecer, olho feio para o dispositivo e dou umas pancadinhas nele, seguido de umas mordidas e uns xingamentos. Continuo fuçando no treco até ele ativar o disfarce (inserir cena de transformação mágica estilo anime aqui).

Ver perfil do usuário

Vaelin

avatar
Camper
Camper
Seguindo a contagem do gatuno coloco o meu DD no braço, porém não digo nada, e espero para ver se o disfarce precisaria de algum ativador ou se funcionaria automaticamente. Caso contrário observarei o gatuno mexer em seu DD esperando que ele tenha algum sucesso.

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
( Vou supor que todos fizeram o mesmo...)

Todos

Na contagem de Não, pressionavam o botão do DD. Uma forte luz iluminava os seus corpos, e sem nenhuma dor, se moldavam a uma forma humana.

Alguns eram mais altos, alguns mais baixos, e alguns mal se diferenciavam. Mas agora, estava literalmente dentro da pele humana.  No DD, havia uma pequena tela com as letras ''Пд'', que significa '' Ligado'' na linguagem vampírica. Vocês desconheciam se eram hologramas ou alguma tecnologia que altera o organismo, mas vocês podiam sentir o que um humano sentia, e se bem que a maioria de suas características extra-planterias continuavam - Como uma inteligência superior, o domínio da magia, melhores sentidos, dependendo de cada um - vocês estavam de alguma maneira, operando dentro de um corpo humano. O que mais tinha dificuldade era Não, o Gatuno, já que podia ver desde mais alto, e seus membros eram mais largos.

Sem embargo, a roupa não se moldou aos seus corpos. O Lobisomem e a Amazona agora estavam usando um traje maior que eles, o que pesava um pouco. O elfo havia rasgado um pouco seu traje, já que ele era um pouco menor que o humano promédio, e o Gatuno se encontrava nu, com os pequenos trapos de roupa que o cobriam agora no chão, rasgados.

E foi justamente aí que escutaram algo. O som de um sino elétrico. Os que haviam estudado sobre a cultura humana na sua viagem( Os deixo ao seu critério. A personagem da Leggy, por exemplo, já citou que havia estudando sobre os humanos) saberia que aquilo era uma campainha, um instrumento para anunciar a chegada de alguém em sua casa.

Ver perfil do usuário

Doctor Stone

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Sinder (Midori Shideru)

Apesar de já saber o que aconteceria, aquela transformação foi uma das coisas mais estranha que Sinder já viu. E sentiu.

Ele olhou para suas mãos e braços, em êxtase. Suas roupas estavam rasgadas, mas ainda em melhor estado do que as do gatuno, que eram apenas trapos no chão. Sinder não segurou um sorriso.

O som da campainha atraiu a atenção de Sinder e ele, relembrando das várias instruções que tivera sobre os humanos, foi atender a porta imediatamente, do jeito que estava. Foi quase um reflexo automático.

Ver perfil do usuário

Vaelin

avatar
Camper
Camper
- Mas o que? - dizia Rendall enquanto observava seu novo corpo. Estava menor do que sua forma lupina, isso era um fato, mas o que o incomodava era a ausência de pelos em seu corpo. Tentava puxar as roupas com as mãos para se adaptarem ao novo corpo e observava seus companheiros. Quando viu que o gatuno estava sem nenhuma roupa, deu uma risada - Eu não sabia direito o tamanho de um humano, mas eu devia ter previsto que isso ia acontecer... Isso realmente foi muito estúpido. -

Estava se adaptando ao seu corpo, movimentando os braços, percebeu que seu cabelo tinha diminuído e que na verdade ele tinha pelos pelo corpo, mas eram tão poucos que nem eram dignos de serem mencionados. Então ouviu um som. Não entendeu direito o que aquilo significava. Um sinal talvez? Pensava ele enquanto olhava para o elfo se movimentando na direção da porta.

Ver perfil do usuário
Aquilo era uma das coisas mais estranhas que a amazona já tinha visto, em poucos segundos sua aparência tinha se alterado bastante e a nova forma não a agradava, tinha perdido suas características físicas de amazona e agora parecia apenas mais uma humana fraca e inútil, mas aquilo até que podia ser algo bom, ela poderia usar aquilo a seu favor. Tinha que admitir que as roupas folgadas tinham dado um certo alivio nela, aquela roupa grudenta estava incomodando muito.

Por enquanto Krista observava os seus "colegas" pronta para decorar suas aparências humanas a campainha toca, ela leva um pequeno susto, até podia saber o que era mas nunca tinha escutado uma antes apesar daquilo não ser o que a preocupava, aquele som significava que alguém estava se aproximando, podia ser um aliado ou um inimigo. Ao observar o homem correndo para abrir a porta ela dá um suspiro, aquele cara realmente não tinha a menor noção de perigo, ao abrir a porta ele poderia acabar sendo morto.... pensando bem, até que aquilo não era algo ruim. A amazona mantém sua distância, preparada pra um possível ataque do "visitante".

Ver perfil do usuário

23 Neko Katsu em 02/03/14, 08:38 pm

Corvo

avatar
   
   
Não

- Mas que raios... - Resmungo ao sentir aquela estranha sensação de ser um humano. Então noto alguém sorrindo para mim. Levanto uma sobrancelha, achando aquela atitude muito esquisita. Quem era aquele cara, afinal?! Então outro cara estranho faz um comentário. "Não sabia direito o tamanho de um humano"? Do que ele estava falando?! É claro que eu sabia o tamanho de um humano, passei quase duas vidas inteiras aqui na Terr-ESPERE! Quem era aquele povo todo?! Tinha até uma humana fêmea ali! De onde eles tinham surg-OHHH! Agora eu entendi! Respondo para o cara em roupas largas, provavelmente o garoto-lobo... Acho.

- É claro que eu sei o tamanho de um humano! Passei quase duas vidas inteiras aqui na Terr-PIZZA! - Exclamo ao ouvir o sino mágico que indicava a chegada de pizza. O problema era fazer o entregador derrubá-la no chão... E eu nem tinha preparado um plano ainda! No desespero, pego a primeira coisa que minhas pat-mãos! Que minhas mãos encontrarem e taco no entregador de pizza assim que a porta abrir!

OFF: Meu personagem está acostumado a ficar pelado para se disfarçar de gato terrestre, então nem notou que está sem roupa. E sim, ele encomenda pizzas e arma planos pros entregadores a derrubarem, pra comer sem pagar... Não que ele entenda muito bem o conceito de "pagar", claro. XD

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
OFF: Desculpem pela ausência, tive problemas, mas agora já voltou tudo normal: Posts diários, como sempre. 8D

E Corvo, de boa que teu personagem não tenha percebido que ele está pelado, mas lembrando que as únicas criaturas que realmente estão acostumadas a estar livremente sem roupas são as Amazonas.

Ou seja que no momento que você perceba que está sem roupas... Bom... Very Happy

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Todos


A coisa que Não, o Gatuno, tinha mais perto era a maçã meio-mordida que Sinder havia comido. Assim que o Elfo abre a porta, revelando um garoto com sobre-peso, cabelo largo, e bastante acne no rosto usando uma espécie de uniforme laranja que dizia '' La Best Pizza del World''. O Gatuno havia citado aquela palavra, Pizza, mas ninguém além dele sabia o que isso significava.

A Amazona já estava pronta para contra-atacar caso o inimigo atacasse primeiro. Sem embargo, o primeiro golpe foi do próprio navio: Não, o Gatuno, lançava a maça meia-mordida na cara do jovem na porta, que exclamava com um grito femenino e caia no chão. Sem embargo, somente Sinder que estava perto pode ver a tragedia daquela pequena criatura terraquea hospedando-se na maça sendo esmagado contra uma de suas erupções de acne.

O jovem também estava carregando duas caixas quadradas de um material marrom. Largas, mas sem altura. E diziam '' Pizza''.  Haviam caído ao lado dele.

O garoto, depois de cair contra o chão, imediatamente olhava para os seus assaltantes.  Seus olhos pareciam pular de seu rosto quando percebia o estado da roupa de vocês. Ele imediatamente se levantava e, de forma excitada, começava a tirar sua própria. Em poucos segundos, ele estava em sua roupa interior. - E-E aí, vamos fazer isso ou não? - Ele disse, numa voz insegura, enquanto timidamente avançava na direção da Amazona disfarçada de humana.


Todos menos o elfo haviam entendido o que estava acontecendo. Ele achava que estavam começando uma orgia, e queria participar.

Ver perfil do usuário
A amazona fica sem entender o que estava acontecendo mas em nenhum momento sai de sua posição de contra-ataque, por enquanto os acontecimentos acontecem ela só consegue pensar em que planeta estranho era aquele, nada parecia fazer sentido.

Chega em um ponto em que o "maníaco" vem na direção de Krista, nesse momento o seu rosto que mostrava uma aparência meio confusa agora mostrava uma face ameaçadora, "Era só o que faltava" pensava ela por enquanto o gordão corria em sua direção.

Ela espera até o cara chegar perto dela o suficiente pra ela poder chutar ele em suas "partes íntimas" (leia-se saco) e assim o faz caso o meliante chegue perto o bastante dela, a amazona sabia que aquela era uma área sensível dos homens e que para eles não havia nada mais precioso do que o seu órgão e era exatamente nisso que ela iria mirar.

Ver perfil do usuário

Doctor Stone

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Sinder (Midori Shideru)

— E-E aí, vamos fazer isso ou não? — perguntou o homem à porta, já entrando.

Sinder fica sem entender o que ele queria, mas não deixa de perceber o cheiro que vinha das caixas caídas no chão. Era algo que ele nunca tinha sentido antes, era maravilhoso!

Mas a amazona ataca o pobre humano sem piedade assim que ele se aproxima, chamando sua atenção.

— Parem com isso!! — Sinder grita, buscando por um pouco de razão naquele comportamento selvagem.

Ele então se aproxima do grupo, já canalizando algo no seu punho fechado: uma onda de gelo que usaria para "assustar" o grupo caso a violência continuasse.

Ver perfil do usuário

LíderDosLíderes

avatar
Postador Formado
Postador Formado
Todos

Quando a amazona bateu com força contra as partes intímas do garoto, ele imediatamente caiu no chão, soltando um forte grito de dor. Acompanhado com o soco, também escutaram o som de algo sendo esmagado.


Ele berrava no chão - E-Eu não consigo sentir eles... Eu não os sinto! - Ele gritava, desesperado. Bastou uns segundos para sossegar. - Ah... Estão salvos, eles tão bem... - Disse, com uma voz mais calma. Ele logo olhava para a Amazona, dava meia volta correndo desengonçado em direção a sua motoca na rua, enquanto se vestia, se subia e ia embora deixando lágrimas cair no chão. As estranhas caixas marcadas Pizzas haviam sido esquecidas por ele.

Após sua saída, ou fuga, escutavam o grito de Al'Kas vindo de cima. - O QUE ESTÁ ACONTECENDO?! VÃO DORMIR LOGO!

Ver perfil do usuário

Vaelin

avatar
Camper
Camper
Rendall olhava para o humano que aparecia na porta, e quando viu o gatuno jogando uma maçã contra o sujeito ficou alarmado. Talvez isso realmente tivesse sido um sinal para indicar um intruso. Mas assim que viu ele cair no chão começou a duvidar. Não parecia com alguém que tivesse vindo para atacar, na verdade ele carregava algumas caixas com ele. Uma entrega talvez? Pensava Rendall, enquanto via o sujeito se levantar e começar a retirar suas roupas.

Quando ouviu o que ele disse, começou a sentir raiva. Pensou em fazer o sujeito pagar pelo que disse, mas não seria bom começar a vida aqui sendo agressivo, aqui não era o planeta dele. Eles só tem hábitos estranhos. Foi só um mal-entendido. Ainda assim se sentia humilhado por ser envolvido na situação, mas tentou controlar sua raiva. Ele se virou para as escadas e começou a andar em direção ao seu dormitório, mas ouviu o sujeito reclamando de dor e parou no meio das escadas para ver o que havia acontecido, se deparando com o humano vestindo suas roupas e correndo na direção da rua.

- Gatuno, voltarei em um instante - dizia Rendall enquanto descia as escadas, procurando seu quarto e sua roupa humana.

A amazona aparentemente não tinha problema contra usar violência. Continuou descendo a escada, enquanto balançava a cabeça em negativa. Bom, ele esperava que não se envolvessem em mais situações estranhas, mas talvez isso era esperar demais. Ouviu o grito da Al'kas enquanto descia, mas decidiria subir novamente se ninguém ainda tivesse desistido da ideia do gatuno.

Ver perfil do usuário

Doctor Stone

avatar
Postador Calouro
Postador Calouro
Sinder (Midori Shideru)

O homem havia ido embora. Tudo bem... As coisas tinham se acalmado mais rápido do que ele esperava. Relaxando seus músculos, ele procura levar aquilo tudo da melhor maneira possível e sorri olhando para as caixas de pizza.

— O QUE ESTÁ ACONTECENDO?! VÃO DORMIR LOGO! — Grita Al'Kas do andar superior.

Ele não sabia o que fazer. Normalmente seguiria as ordens sem hesitar, mas decidiu esperar pela reação dos outros para saber como procederia.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum